Quarta-feira, 19 de Novembro de 2008

O meu jardim inventado

imagem retirada da net

 

 

Já vivi no lindo jardim do amor

Onde o carinho crescia em liberdade

E os beijinhos voavam de flor em flor

Espalhando por todo o lado a felicidade

 

Do chão brotavam sorrisos airosos

Que eu apanhava com suavidade

Passei momentos maravilhosos

Deixei meu coração em liberdade

 

Nesse jardim cresce com fartura

Umas ervinhas  de nome paixão

P’ra minha ansiedade eram a cura

Minha alma num eterno turbilhão

 

Não havia jardim mais perfumado

Que o meu belo jardim do amor

Perfume assim nunca foi inalado

Tão suave, macio e cheio de cor

 

E eu fui a mais sortuda criatura

Por ter vivido um dia neste jardim

Onde esvoaçavam o amor e a ternura

Como borboletas num bailado sem fim...

 

 

sinto-me: pensativa
música: Promise - Bervely Craven

publicado por magnolia às 00:25

link do post | comentar | favorito
|

10 comentários:
De Cloudy a 19 de Novembro de 2008 às 12:15
Que lindo poema Magnólia, fresco como um dia de Primavera. Flores para ti


De magnolia a 19 de Novembro de 2008 às 22:14
Obrigada Cloudy:) e obrigada também pela visita ao meu modesto cantinho da poesia...:)



De Peter a 19 de Novembro de 2008 às 16:27
magnólias tenho duas
á porta no meu jardim
agora, estão quase nuas
depois vestem-se p'ra mim.
ciao magnólia , coração sensivel que já viveu num jardim.É preciso viver outra vez num jardim. Com essa familia tá bonita, porque não jardinar ????
muita sensibilidade no poema para dar e receber.
ciao. baci.


De magnolia a 19 de Novembro de 2008 às 22:15
Olá Peter:)

Obrigada pela visita e pelas simpáticas palavras que escreveste:)

baci


De agoradigoeu a 20 de Novembro de 2008 às 21:16
Olá Claudia,

Mais um lindo poema, que aumenta a ansiedade para a leitura do teu livro de poemas...

A música escolhida é lindíssima e apropriada.

Beijos
norberto



De magnolia a 24 de Novembro de 2008 às 09:07
Olá Norberto,

Obrigada, mesmo:)

Eu adoro esta muisca, sempre adorei....é daquelas musicas que mexem comigo...

Beijinhos


De Postal a 6 de Dezembro de 2008 às 23:59
Estou maravilhada com estes poemas!
Parabéns!!


De magnolia a 8 de Dezembro de 2008 às 17:55
MUito obrigada pela visita e pela simpatia:)

Beijinhos para ti


De AL a 23 de Janeiro de 2009 às 15:24
Linnnndo!!


De magnolia a 23 de Janeiro de 2009 às 18:20
Andaste a ver os meus poemas:o)) e gostaste!! Que bom Ana:)

Beijinhos


Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

 

Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


tags

todas as tags

Poemas de Amor e Desamor

Image Hosted by ImageShack.us
By magicmagnolia

links

leituras recentes

participe neste blog

posts recentes

Mudança de conteúdo para ...

Tenho um vestido...

Até breve.

Poema para ti, Mulher...

Partir

Não cabe em mim...

Despedida

A tua voz...

Tons de cinza...

Quarto vazio...

Não há pressa de chegar

Quase perfeito

Poema

Não te deixarei fugir out...

Um coração no espaço...

Dentro de mim

Queria dizer-te...

Saudade

Isto não é poesia...

Mendigo...

arquivos

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Maio 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Junho 2007

Março 2007

Março 2006

as minhas fotos

...

Fazer olhinhos

blogs SAPO

subscrever feeds