Sábado, 14 de Março de 2009

Choro, sim...

Choro, sim, finalmente deixo-as sair

Transborda a minha alma magoada

Nada posso fazer, não as posso impedir

Sinto-me só, vazia e amargurada

 

As lágrimas não mais quero esconder

Nem esconder meus sentimentos

Não importa, não quero nem saber

Se alguém ouvir meus pensamentos

 

Os mais tristes, os mais angustiantes

Que tenho dentro do peito guardados

Deixo-os sair por breves instantes

Já estiveram tempo demais fechados

 

Dói a solidão que trago dentro de mim

E dentro de mim ouço algo rasgar

É a minha alma que está triste e assim

Desiste de tudo e de todos e até de lutar

 

Não quero pensar não quero sentir

Estou cansada desta luta inglória

Só quero deitar um pouco e dormir

E amanhã recomeçar a minha historia…

 

 

 

 

sinto-me:

publicado por magnolia às 00:31

link do post | comentar | favorito
|

8 comentários:
De agoradigoeu a 15 de Março de 2009 às 10:24
Claudia,
Tenho acompanhado também este teu "cantinho".
Vou-me permitir dizer-te o seguinte, pedindo-te á partida desculpa por qualquer intromissão indevida.
O poema é fantástico, mas "revela" um sofrimento que só pode mesmo transmitir um estado de alma pois não mereces que este sentimento seja real. Não deixes que seja assim.
És uma lutadora e isso torna-te mais forte.
Espero que não tenha sido mesmo intrometido.
a música é fabulosa.
um beijo muito forte para ti
norberto


De magnolia a 30 de Março de 2009 às 10:21
Olá Norberto,

Desculpa não ter respondido antes, mas entre uma coisa e outra, o tempo passa e nem damos conta...

O meu poema é triste....é verdade. às vezes preciso de extravazar estas tristezas, exorcizá-las no papel....é a vida não é? Dias melhores, dias piores....:)

Obrigada pela amizade:)

beijinhos


De Rita a 27 de Março de 2009 às 16:30
Olá, Claúdia

A solidão tb acompanha aqueles q estão numa relação. Às vezes mais vale só do q mal acompanhada e o teu principe ainda está por ser encontrado. E isso pode acontecer qdo menos esperas. Pensamento positivo. Mas tens os teus filhos, eu n tenho ninguém. Deve ser por isso q me é tão dificl acabar este casamento.

bjs fica bem


De magnolia a 30 de Março de 2009 às 10:23
Olá Rita,

Enquanto fui casada, e fui casada 12 anos, muitas vezes me senti só.... agora que estou sozinha há muito tempo tamb´me me sinto só...como se costuma dizer, tudo o que é demais faz mal. E a solidão também....

Mas em dias normais eu não desespero à espera do principe. Quando vier será benvindo...

beijinhos e força também paar ti


De meg a 8 de Abril de 2009 às 20:50
"No fundo, é isso, a solidão: envolvermo-nos no casulo da nossa alma, fazermo-nos crisálida e aguardarmos a metamorfose, porque ela acaba sempre por chegar"
August Strindberg
É a frase que melhor reflecte o conceito da nossa solidão, em certas alturas...parece-me
meg


De magnolia a 10 de Abril de 2009 às 16:02
Gostei dessa definição. Vou pensar bem nela e ver como se aplica a mim...espero que se aplique em todo o caso.

Obrigada pela visita.

beijinhos


De Ana Pereira a 8 de Fevereiro de 2010 às 14:13
ola
é a primeira vez que escrevo um comentário num blog..
Digo.t que me sinto assim kuase todos os dias, talvez por falta de compreensão, talvez por me sentir demasiado sozinha..
Eu gosto de ler este tipo de textos porque transmite muitas vezes aquilo que eu sinto..
Adorei o teu blog.. Parabén e continua..
beijinhos


De magnolia a 8 de Fevereiro de 2010 às 23:11
Muito obrigada pela visita e pelo comentário!

Fico feliz por ter tido a honra de ser a primeira a quem comentas:)

volta sempre que estarei sempre por aqui!

Um beijinho grande!


Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

 

Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


tags

todas as tags

Poemas de Amor e Desamor

Image Hosted by ImageShack.us
By magicmagnolia

links

leituras recentes

participe neste blog

posts recentes

Mudança de conteúdo para ...

Tenho um vestido...

Até breve.

Poema para ti, Mulher...

Partir

Não cabe em mim...

Despedida

A tua voz...

Tons de cinza...

Quarto vazio...

Não há pressa de chegar

Quase perfeito

Poema

Não te deixarei fugir out...

Um coração no espaço...

Dentro de mim

Queria dizer-te...

Saudade

Isto não é poesia...

Mendigo...

arquivos

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Maio 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Junho 2007

Março 2007

Março 2006

as minhas fotos

...

Fazer olhinhos

blogs SAPO

subscrever feeds