Sábado, 29 de Março de 2008

Foi naquele banco de jardim...

 

 

                                           

                                           Foto de Rita Moreira 

(http://olhares.aeiou.pt/utilizadores/detalhes.php?id=37230)

Estava sentada a beira-rio

Num fim de tarde de Setembro

Estava sol mas eu tinha frio

Já nem sei porquê, já não me lembro

 

Uma lágrima corria teimosa

Pela minha cara entristecida

Estava triste e ansiosa

Sentia-me fraca e envelhecida

 

Meu coração estava tão vazio

Não era por ninguém amada

Por isso sentia sempre frio

Dentro da minha alma cansada

 

Estava eu assim sentada

Num velho banco de jardim

Sentindo-me abandonada

Mas conformada por fim

 

Quando o vi pela primeira vez

Nos olhos um sorriso, um apelo

Belo, elegante, cheio de altivez

Azul nos olhos e negro no cabelo

 

Chegou assim de mansinho

Com um sorriso aberto imenso

Sentou-se assim com jeitinho

E o seu olhar no meu, intenso

 

Sentou-se assim ao pé de mim

Pegou na minha mão com jeito

E eu fiquei quieta assim

Com o coração a saltar do peito

 

Acho que por fim te encontrei

Grande Amor da minha vida

Sei que te amo, porquê, não sei

Agora já não me sinto perdida

 

Não falaste, bastou p’ra ti olhar

Para te ficar assim rendida

Só queria para sempre ficar

Em teus doces braços perdida

 

E foi numa tarde bela assim

Sem que eu pudesse imaginar

Que naquele banco de jardim

Meu grande amor me iria amar

Magnolia

28-03-2008

A foto pertence à minha mana Rita Moreira

 

 

 

sinto-me: melancolica

publicado por magnolia às 10:25

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 24 de Março de 2008

Sinto falta de ti...

imagem retirada da net

Sinto falta de ti...

A noite chegou de mansinho

E trouxe com ela mil desejos

Mil vontades, mil ensejos

De ternura e de carinho

Sinto falta de ti...

Chegou a hora de dormir

Deito-me na cama vazia

Estendo a mão  e sinto-a fria

Nao te vou poder sentir

Sinto falta de ti...

Os beijos que não terei

Mimos, afagos calorosos

E  abraços poderosos

Mumurios que nao ouvirei

Sinto falta de ti...

Olho em vão a almofada

Sei que continuará vazia

Nua, queda e fria

E jamais será usada

Sinto falta de ti...

Aperto-me num abraço

Enrolo-me em mim

E fico então assim

No meu próprio regaço

Sinto falta de ti...

Nunca te terei meu amor

Es parte da imaginação

De alguém com um coração

Imerso em sonhos de amor

Sinto falta de ti...

 

 

Magnolia

24-03-2008

 

sinto-me:

publicado por magnolia às 22:39

link do post | comentar | favorito

Vazio....

imagem retirada da net

 

 

 

Estou tão triste, muito triste,

E só me apetece chorar,

Estou sozinha e assim irei ficar,

E tristeza  maior não existe,

 

Do que estar assim sozinha,

Horas, dias, meses, anos a fio,

Em vez de amor, ter um vazio,

Mas que triste vida a minha,

 

Tenho um aperto no peito,

Uma dor que teima em ficar,

Dentro de mim a latejar,

Esta dor que me apanhou a jeito,

 

As lágrimas que querem brotar,

Um soluço que não se desfaz,

Eu  queria tanto ser capaz,

Poder muitas lágrimas  chorar,

 

E o meu peito poder rasgar,

E arrancar este sentimento,

Apagar este pensamento,

Sem pena, se dó, sem pesar,

 

Estou tão triste, muito triste,

Porque estou assim sozinha,

Mas que triste vida a minha,

Mais triste assim não existe...

Magnolia

24-03-2008

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me:

publicado por magnolia às 22:20

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 20 de Março de 2008

Cantiga de amigo...

Magnólia, magnólia doce e querida,

Diz-me onde está a minha vida,

Onde esta o meu amor?

 

Magnólia, doce amiga conselheira,

Traz meu amor p’ra minha beira,

Onde esta o meu amor?

 

Diz-me onde está a minha vida,

Que eu ando p’r’aqui perdida,

Onde esta o meu amor?

 

Trá-lo já p’rá minha beira,

Que não tenho quem me queira,

Onde está o meu amor?

 

Perguntas-me pela tua vida,

E eu digo que não esta perdida,

Onde esta o meu amor?

 

Pedes-me p’ró trazer p’rá tua beira,

Trarei, sem agravo nem canseira,

Onde esta o meu amor?

 

E eu digo que não esta perdida

A tua ilusão mais querida

Onde esta o meu amor?

 

Trarei sem agravo nem canseira,

Teu amor p’rá tua beira,

Onde esta o meu amor?

Magnolia

 

* imagem retirada da net 

sinto-me: assim assim

publicado por magnolia às 17:15

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 11 de Março de 2008

De olhos fechados...

imagem retirada da net

**********

Fenho os olhos suavemente

Um sorriso nos lábios a bailar

Quero assim estar eternamente

Sintir-me leve, leve, a flutuar

************

Sinto-te pertinho de mim

A tua presença consigo sentir

Ouço o teu respirar por fim

E sem querer estou a sorrir

 ************

Tremo quando me tocas a medo

Um frémito quase doloroso

Quando no rosto sinto teu dedo

Tremor louco e  maravilhoso

 ************

Vens então de mansinho

Pegas-me na mão para dançar

Com tanta ternura e carinho

Snto meus olhos marejar

************* 

Encostas o teu corpo ao meu

Enlaças-me em teus braços

Nao há abraço como o teu

E nesta dança sigo teus passos

 *************

Nao posso a magia quebrar

A beleza, o encantamento

Quero fazer este instante durar

Muito mais que um momento

 *************

Quero te tanto como nunca quis

Nenhum outro amor para mim

E neste instante sou feliz

Em paz e  harmonia  enfim....

 ************

Magnolia

 

sinto-me: esperançada

publicado por magnolia às 00:17

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 10 de Março de 2008

Sufoco

imagem retirada da net

 

 

 

Estou aflita, não consigo respirar
Este nó que não consigo desfazer
Preciso de muitas lágrimas chorar
Sinto-me cair, pender, desfalecer
Estou aflita, preciso de libertar
A angústia que me faz entorpecer
E que me aperta e me deixa a sufocar
Já não sei que mais fazer
Queria este mundo deixar
Já nem sei o que é viver
Ando aqui apenas por andar
Mas eu sei que assim não pode ser
Tenho que me levantar
Ainda é cedo para morrer
Para este mundo deixar
E por muito que vá doer
Viver a vida vou tentar
Não sei bem como irei fazer
Para da dor me libertar
Talvez tenha que querer
É preciso mesmo desejar
Não viver só por viver
Mas eu prometo que vou tentar
Desde o mais fundo do meu ser
 
Magnólia
sinto-me:

publicado por magnolia às 12:09

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 6 de Março de 2008

Quem sou eu?

 

 

 

 

 imagem retirada da net

 

 

Estou aqui mas não sou eu,

Quem sou eu? Não sei quem sou

Sou um sonho que se perdeu

Um sonho que alguém sonhou

 

Estou aqui mas nem me sinto

Sinto-me? Não sei onde estou

Digo que sim , mas sei que minto

Sou um pensamento que voou

 

Estou aqui mas não me conheço

Ja me vi? Eu nao sei quem sou

Vejo um rosto que não reconheço

Ou a minha memoria já olvidou

 

Estou aqui mas sem anseios

Ja nao sonho? Meu desejo acabou

Perco-me em negros devaneios

Minha alma de sonhar se cansou

 

Estou aqui só mais um pouco

Onde vou? Não sei por onde vou

Estou  perdida num mundo louco

Avanço mas não sei quem sou...

 

 

Magnolia

 

sinto-me: um pouco perdida
tags: , ,

publicado por magnolia às 10:14

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Domingo, 2 de Março de 2008

Sinto-me só...

imagem retirada da net

Esta solidao que me faz sofrer

Que me tira a vontade de viver

Olho para dentro de mim

E nada vejo, so um vazio assim

So a escuridao, desolaçao

Estou cansada, abatida de coraçao

Tenho saudades de ter carinho

Um gesto, um mimimho

De andar de mao dada na rua

De conversar debaixo da lua

Do nome do amor mil vezes escrever

Na minha alma sem querer

Saudades de sentir um aperto

Quando o  ser amado nao esta perto

Quero ver alguem aqui ao meu lado

E sentir um abraço apertado

So hoje, so agora, neste momento

Sentir o calor de um corpo sem tormento

Sentir a respiraçao no meu ouvido

Palavras segredadas, de amor, sem sentido

Estou sozinha, no vazio, sem perceber

Este silencio que me faz ensurdecer

Que me deixa perdida na incerteza

Num mar de angustia e tristeza

Queria apenas hoje nao estar sozinha

Na noite que ja se avizinha

Ver um rosto, um sorriso, um olhar

Ter alguem a quem muito amar....

Magnolia

sinto-me: solitaria

publicado por magnolia às 22:28

link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


tags

todas as tags

Poemas de Amor e Desamor

Image Hosted by ImageShack.us
By magicmagnolia

links

leituras recentes

participe neste blog

posts recentes

Mudança de conteúdo para ...

Tenho um vestido...

Até breve.

Poema para ti, Mulher...

Partir

Não cabe em mim...

Despedida

A tua voz...

Tons de cinza...

Quarto vazio...

Não há pressa de chegar

Quase perfeito

Poema

Não te deixarei fugir out...

Um coração no espaço...

Dentro de mim

Queria dizer-te...

Saudade

Isto não é poesia...

Mendigo...

arquivos

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Maio 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Junho 2007

Março 2007

Março 2006

as minhas fotos

...

Fazer olhinhos

blogs SAPO

subscrever feeds