Quarta-feira, 14 de Maio de 2008

Pingos de chuva

 

 

 

(Imagem retirada da net)

 

Ouço os pingos de chuva lá fora

Que caem um a um sem parar

São tristes e fazem-me chorar

Queria que a chuva fosse embora

 

Para não me fazer assim lembrar

Que estou sozinha neste mundo

E que isso dói bem lá no fundo

Saber que não tenho a quem amar

 

E quero calar este pensamento

E o vento e a chuva fazer parar

Que as estrelas voltem a brilhar

Em esplendor no firmamento

 

Estou tão cansada de esperar

Meu amor, minha cara-metade

Nem vale a pena em boa verdade

Sei que nunca te hei-de encontrar

 

Ainda pensei encontrar-te um dia

Numa dessas estrelas brilhantes

Que passam na noite errantes

E fazem da noite bela e luzidia

 

Não, nunca te vi, nunca chegaste

Por outras paragens deves andar

Outra pessoa, outra vida a alegrar

Sinto apenas que me abandonaste

 

Acho que te perdi e jamais te irei ter

Assim nos meus braços enlaçado

Perdi-te sem nunca te ter amado

Pelo menos enquanto assim chover...

 

 

Magnolia

14-05-2008

 

sinto-me: lonely

publicado por magnolia às 22:47

link do post | comentar | favorito

7 comentários:
De Café com Natas a 17 de Maio de 2008 às 23:14
Linda, tu não estás só neste mundo... ninguém o está.
Sabes, de repente e quem sabe até num dia de chuva encontrarás alguém que te ofereça um abrigo dentro do coração...
Não desanimes, deixa o mundo girar e rodopia com ele, o resto virá.
Beijinhos


De magnolia a 20 de Maio de 2008 às 11:52
Tem dias que a solidão me ataca mais que outros...mas eu tento nao desanimar:-) Tento mesmo:-)

Beijinhos e uma



De Café com Natas a 23 de Maio de 2008 às 00:13


De umbreveolhar a 18 de Maio de 2008 às 16:09
Visitei com muito gosto o seu blog, o que faço regularmente, e apreciei este post. Os meus
Poemas espetaculares! Continue.
Cumprimentos e espero também a sua visita e comentário. Obrigado.
Carlos Alberto Borges


De magnolia a 20 de Maio de 2008 às 11:55
Carlos,

Obrigada por teres lido os meus poemas...é importante para mim o reconhecimento de quem me lê:-)

Já fui espreitar o teu blog:-)

Beijinhos


De umbreveolhar a 18 de Maio de 2008 às 16:12
rectificação: em vez de meus é seus. Desculpe o pronome possessivo!


De umbreveolhar a 24 de Maio de 2008 às 17:01
Então, não há nada de novo! Aguardo outro post com a brevidade possível pois gosto de os ler.

Bom fim de semana e até breve,
Carlos Alberto Borges


Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

 

Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


tags

todas as tags

links

leituras recentes

participe neste blog

posts recentes

Mudança de conteúdo para ...

Tenho um vestido...

Até breve.

Poema para ti, Mulher...

Partir

Não cabe em mim...

Despedida

A tua voz...

Tons de cinza...

Quarto vazio...

Não há pressa de chegar

Quase perfeito

Poema

Não te deixarei fugir out...

Um coração no espaço...

Dentro de mim

Queria dizer-te...

Saudade

Isto não é poesia...

Mendigo...

arquivos

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Maio 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Junho 2007

Março 2007

Março 2006

as minhas fotos

Fazer olhinhos

blogs SAPO

subscrever feeds