Sexta-feira, 27 de Novembro de 2009

Rendi-me a ti...

imagem retirada da net

 

 

Rendi-me a ti

Tive mesmo que me render

Porque nada mais havia a fazer…

 

Rendi-me a ti

Caí aos teus pés prisioneira

Corpo e alma, eu toda, eu inteira…

 

Rendi-me a ti

Fui tonta e parva e tonta

Achei que para o amor eu estava pronta…

 

Rendi-me a ti

Rendi-me a ti para não mais sofrer

Porque estava cansada de assim viver

Da solidão que dói eu queria me defender

 

Livrar-me da dor que ser só encerra

Mas no amor luta-se mais que numa guerra

E a minha alma, depois magoada, caiu por terra

 

E tu.

E tu, chegaste um dia imponente e a minha alma arrasaste

E meu coração com o teu exército de indiferença calcaste

E de lama e sangue negro muito sujo o deixaste

Foste embora.

Depois foste embora sem nada dizer

Como se nem quisesses saber

Como se eu não importasse sequer

 

Rendi-me a ti

Por amor

Para nada

Para sofrer

Estou triste

E nada mais há a dizer…

 

 

 

magnolia

 

sinto-me: :(

publicado por magnolia às 09:41

link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De inoutyou a 27 de Novembro de 2009 às 11:19

Olá Claudia,

Verdade ou ficção, é sempre triste sermos "abandonados", desprezados, e mais grave ainda quando nos entregamos por amor.

Mas a vida continua....

Beijinhos
Alex


De magnolia a 28 de Novembro de 2009 às 11:22
Pois é Alex....a ficção tambem pode doer...nalgum ponto da nossa vida já foi verdade...

um beijinho grande e bom fds


De agoradigoeu a 27 de Novembro de 2009 às 20:10
Olá Claudia,
Um poema expectacular!!! que retrata bem a beleza e ao mesmo tempo a "crueldade" do amor...
Quando se ama, sofre-se...porque é assim o amor???!!!
A ligação da tua tisteza ao poema é que me incomoda e deixa triste...
um beijo
norberto


De magnolia a 28 de Novembro de 2009 às 11:22
Não te sei responder...eu propria ando às voltas com essas duvidas...

obrigada por gostares...

um beijinho


Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

 

Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


tags

todas as tags

links

leituras recentes

participe neste blog

posts recentes

Mudança de conteúdo para ...

Tenho um vestido...

Até breve.

Poema para ti, Mulher...

Partir

Não cabe em mim...

Despedida

A tua voz...

Tons de cinza...

Quarto vazio...

Não há pressa de chegar

Quase perfeito

Poema

Não te deixarei fugir out...

Um coração no espaço...

Dentro de mim

Queria dizer-te...

Saudade

Isto não é poesia...

Mendigo...

arquivos

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Maio 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Junho 2007

Março 2007

Março 2006

as minhas fotos

Fazer olhinhos

blogs SAPO

subscrever feeds