Sexta-feira, 26 de Outubro de 2007

Quando a noite chega...

Foi um dia como outro qualquer

O sol nasceu, o dia passou

E nada, mesmo nada mudou

Na existencia do meu ser

A noite chegou de mansinho

E era enfim hora de dormir

Nao estavas, nao te podia sentir

Os lençois em desalinho

Mostram o desassossego

E a tao grande ansiedade

De ter ver, de ter a felicidade

De te tocar no aconchego

Dos nossos lençois de cetim

De estar contigo em segredo

De mansinho quase a medo

De te ter tao perto de mim

Mas nao vieste ter comigo

A saudade é tanta, aperta

Me deixa insone, desperta

Quero tanto estar contigo

Matar esta saudade pungente

Que me mata devagarinho

Quero tanto o teu carinho

O teu amor, tua paixao ardente

Vem dormir comigo amor

Deixa-me ser tua uma vez

Nao pensar em sensatez

Mas em amar-te com ardor

Dos amantes saudosos

Que se querem eternamente

Mas sabem perfeitamente

Que os dias maravilhosos

Estao no fim, vao acabar

E apenas em pensamento

Ficara este enorme sentimento

Mesmo continuando a amar...

 

 

Claudia Moreira @ outubro de 2007

 


publicado por magnolia às 00:24

link do post | comentar | favorito

3 comentários:
De mariana a 28 de Maio de 2008 às 00:21
sem palavras...simplesmente lindo , beijinhos.


De magnolia a 28 de Maio de 2008 às 22:27
Obrigada Mariana:-) Fico sempre tão feliz por ter quem leia e goste dos meus poemas:-)

Beijinhos


De gui a 7 de Março de 2010 às 02:00
que coisa brega! que lixo!
conheçe leminsky, Pablo Neruda, Manuel Bandeira?
Com certeza não!


Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

 

Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


tags

todas as tags

links

leituras recentes

participe neste blog

posts recentes

Mudança de conteúdo para ...

Tenho um vestido...

Até breve.

Poema para ti, Mulher...

Partir

Não cabe em mim...

Despedida

A tua voz...

Tons de cinza...

Quarto vazio...

Não há pressa de chegar

Quase perfeito

Poema

Não te deixarei fugir out...

Um coração no espaço...

Dentro de mim

Queria dizer-te...

Saudade

Isto não é poesia...

Mendigo...

arquivos

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Maio 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Junho 2007

Março 2007

Março 2006

as minhas fotos

Fazer olhinhos

blogs SAPO

subscrever feeds