Quinta-feira, 7 de Maio de 2009

Em ti confio...

imagem da net

 

Pegaste-me na mão com cuidado

Apertaste-a um pouco e senti

O coração a doer, apertado

Como no dia que te conheci

Amo-te, tu sabes isso bem

Nem preciso to dizer

O silêncio serve também

Para dizer coisas sem a boca mover

Segui-te sem pressas até ao fim do rochedo

Confio em ti como confio em Deus

E de mãos dadas caminhamos sem medo

 Os meus olhos sempre procurando os teus

Paramos ali e olhamos o vazio

Apertamos as mãos mais um pouco

E o vento soprou áspero e frio

O meu coração bateu como louco

Depois acalmou e quase parou

Estava em paz, finalmente

O medo que tive acabou

Suspirei então profundamente

E contigo lancei-me no espaço

Os dois juntos pairando no ar

Mão com mão, braço com braço

Descemos até à terra muito devagar

Amo-te, tu sabes que sim

Conheces bem o meu sentimento

Que é puro e não terá fim

Mesmo quando estou em sofrimento

Confio-te meu sentimento, amor

E sigo-te até ao fim do mundo

Não importa se na alegria ou na dor

Importa que é grande e profundo….

 

 

sinto-me: só...

publicado por magnolia às 00:04

link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito

Sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2009

Negro céu

imagem retirada da net

 

 

Olho o céu de negro toldado

Sinto-me só, triste, angustiada

Na garganta um nó apertado

Pela tua ausência prolongada

 

Vejo as escuras ondas altas do mar

É como se estivessem dentro de mim

Querendo tudo destruir ao passar

Num ir e vir sem nunca ter fim

 

Sinto a brisa que passa ligeira

Cheirando a sonhos e maresia

Envolvendo-me toda, inteira

Como em outros dias de alegria

 

Estou triste, não nego a verdade

E já não sei o que fazer ou dizer

Para acabar com esta ansiedade

Que sinto em mim por não te ter

 

Tantos sonhos que desapareceram

Coisas que foram ficando para trás

Desejos que tive e que morreram

E de sonhar já não me sinto capaz

 

Olho o céu que ameaça tempestade

E sinto-o igual ao meu coração

Que transborda de saudade

De negrume e desolação

 

É triste, a solidão é muito triste

E é um vazio difícil de preencher

Receita para a solidão não existe

Já não sei que mais hei-de fazer…

 

sinto-me: lonely
música: várias, sempre lamechas...

publicado por magnolia às 01:04

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Sexta-feira, 24 de Outubro de 2008

O vazio que eu sinto...

imagem retirada da net

 

Sinto um vazio cá dentro de mim

E não sei como o hei-de preencher

Não sei que pensar ou o que fazer

Para deixar de me sentir assim…

 

Sinto falta de vida na minha vida

Queria sentir a alma a explodir

Queria ter um rumo para onde ir

Para não me sentir assim perdida…

 

Sinto que muito mais poderia dar

Abrir as portas do meu coração

Assim fico sempre com a sensação

Que vou morrer sem voltar a amar…

 

Sinto tanto e tão profundamente

Tantas e tantas coisas que quis

Que muito quis ter e ser, ser feliz

E nunca o fui completamente…

 

Sinto falta de ser algo que não sou

Queria amar muito e ser amada

E no vazio não estar aprisionada

Sem saber onde fui, para onde vou…

 

Sinto em certos dias tristes a solidão

Que vem pé ante pé p´rá minha beira

Que em mim se envolve fria, matreira

Espalhando em mim desolação…

 

Sinto falta do amor, de um carinho

Falta de um terno abraço, dum beijo

Saber de um rumo é meu desejo

Descobrir qual é o meu caminho…

 

 

 

 

sinto-me: um pouco só

publicado por magnolia às 17:05

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Quarta-feira, 10 de Setembro de 2008

Noites de falso Inverno

imagem retirada da net

 

 

Sonhos tristes tenho sonhado

Em cada noite fria que passa

Noite estrelada que não disfarça

A tua ausencia meu doce amado...

 

Longas noites de falso inverno

Cheias de frio e de solidão

Frio que enche meu coraçao

A tua ausencia é um grito eterno...

 

Se eu pudesse perguntar à lua

O sitio onde te encontrar

Poderia então apaziguar

Este coração que ha tanto jejua...

 

Noite minha, querida conselheira

Deixa-me apenas hoje dormir

Sem  pensamentos, não sentir

Em teu regaço, terna companheira...

 

 

 

 

sinto-me: Apenas um pouco só

publicado por magnolia às 00:30

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quinta-feira, 10 de Julho de 2008

Nada mudou

 

imagem retirada da net

 

 

 

O sol não parou de brilhar

O mar não parou de subir e baixar

As flores não pararam de crescer

E o vento não parou de correr

A chuva não parou de cair

E calor fez-se na mesma sentir

A neve continua branca e bela

E a flor do campo continua amarela

Os pássaros fazem ninho nos beirais

Como em todos os anos iguais

O nono mês é Setembro

Tal como desde que me lembro

O cheiro das rosas continua maravilhoso

Assim como o da canela delicioso

Nada no mundo mudou

A ordem das coisas não se alterou

Todas continuam no mesmo lugar

Onde se acostumaram a estar

E nem choveram meteoritos

Nem ouvi ninguém aos gritos

Só porque tenho a alma vazia

Que ao contrario do que se dizia

Ainda ninguém veio preencher

E assim, aos poucos, foi fácil esquecer

Como se ama alguém de coração

Ficando apenas a eterna solidão!

 

 

Magnólia

09-07-2008

 

 

sinto-me: solitária
tags: ,

publicado por magnolia às 00:53

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Terça-feira, 10 de Junho de 2008

Insónia

 

 

 

imagem retirada da net

 

 

A noite chegou e já partiu

Trouxe estrelinhas a brilhar

E o branco suave do luar

Mas o sono ninguém o viu,

 

 

Queria tanto poder dormir

Esquecer esta solidão

Que trago em meu coração

E que teima em não partir,

 

 

Mas o sono é tão teimoso

E não vem p´ra me mimar

E assim não posso sonhar

Um sonho d´amor maravilhoso,

 

 

De manha solto um lamento

A noite triste e fria já passou

Meu coração não descansou

Não descansou meu pensamento,

 

 

Estou cansada de esperar

pelo meu cavaleiro andante

Que pelo mundo anda errante

E não sabe onde me encontrar....

 

 

Magnólia

09-10-2008

 

 

 

sinto-me: muito sozinha

publicado por magnolia às 00:29

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 27 de Maio de 2008

E se tu aqui estivesses...

 

 

imagem retirada da net

 

 

 

E se tu aqui estivesses

Aqui, agora,neste instante

E eu apenas balbuciante

E tu nada me dissesses

 

Eu acenderia uma chama

Que  timida, tremeluziria

Nessa noite escura e fria

Assim como quem ama

 

Em segredo, sem ousar

Algum dia assim dizer

-O quanto te quero ter

-O quanto te quero amar

 

Ficaria a chama a olhar

A vê-la assim tão bela

Aquela chama amarela

Nos nossos olhos a brilhar

 

E então poderia tentar

Dizer: gosto de ti, amor

Sem medo e sem pudor

E entao teus labios beijar....

 

 

Magnolia

27-05-2008

 

 

 

 

sinto-me: nem sei bem

publicado por magnolia às 23:37

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 14 de Maio de 2008

Pingos de chuva

 

 

 

(Imagem retirada da net)

 

Ouço os pingos de chuva lá fora

Que caem um a um sem parar

São tristes e fazem-me chorar

Queria que a chuva fosse embora

 

Para não me fazer assim lembrar

Que estou sozinha neste mundo

E que isso dói bem lá no fundo

Saber que não tenho a quem amar

 

E quero calar este pensamento

E o vento e a chuva fazer parar

Que as estrelas voltem a brilhar

Em esplendor no firmamento

 

Estou tão cansada de esperar

Meu amor, minha cara-metade

Nem vale a pena em boa verdade

Sei que nunca te hei-de encontrar

 

Ainda pensei encontrar-te um dia

Numa dessas estrelas brilhantes

Que passam na noite errantes

E fazem da noite bela e luzidia

 

Não, nunca te vi, nunca chegaste

Por outras paragens deves andar

Outra pessoa, outra vida a alegrar

Sinto apenas que me abandonaste

 

Acho que te perdi e jamais te irei ter

Assim nos meus braços enlaçado

Perdi-te sem nunca te ter amado

Pelo menos enquanto assim chover...

 

 

Magnolia

14-05-2008

 

sinto-me: lonely

publicado por magnolia às 22:47

link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

Domingo, 2 de Março de 2008

Sinto-me só...

imagem retirada da net

Esta solidao que me faz sofrer

Que me tira a vontade de viver

Olho para dentro de mim

E nada vejo, so um vazio assim

So a escuridao, desolaçao

Estou cansada, abatida de coraçao

Tenho saudades de ter carinho

Um gesto, um mimimho

De andar de mao dada na rua

De conversar debaixo da lua

Do nome do amor mil vezes escrever

Na minha alma sem querer

Saudades de sentir um aperto

Quando o  ser amado nao esta perto

Quero ver alguem aqui ao meu lado

E sentir um abraço apertado

So hoje, so agora, neste momento

Sentir o calor de um corpo sem tormento

Sentir a respiraçao no meu ouvido

Palavras segredadas, de amor, sem sentido

Estou sozinha, no vazio, sem perceber

Este silencio que me faz ensurdecer

Que me deixa perdida na incerteza

Num mar de angustia e tristeza

Queria apenas hoje nao estar sozinha

Na noite que ja se avizinha

Ver um rosto, um sorriso, um olhar

Ter alguem a quem muito amar....

Magnolia

sinto-me: solitaria

publicado por magnolia às 22:28

link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


tags

todas as tags

links

leituras recentes

participe neste blog

posts recentes

Não te deixarei fugir out...

Estado Doloroso

Precisei...

Distância dolorosa

Hoje...

Porquê

sucumbi

azul perfeito...

Poema nocturno

Partiu-se

Em ti confio...

Negro céu

O vazio que eu sinto...

Noites de falso Inverno

Nada mudou

Insónia

E se tu aqui estivesses.....

Pingos de chuva

Sinto-me só...

arquivos

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Maio 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Junho 2007

Março 2007

Março 2006

as minhas fotos

blogs SAPO

subscrever feeds